Preparado para opinar sobre qualquer assunto teológico ou bíblico? Independente da visão! Cadastre-se , pois aqui nínguem será excluído!

Já está a venda o livro Manual de Exegese do Antigo Testamento, uma crítica em Ezequiel 28. Adquira já! mande um email para prof.fabiosabino@yahoo.com.br
Mande uma email para prof.fabiosabino@yahoo.com.br e adquira já!

Galeria


Navegação

Votação

Estatísticas

Os nossos membros postaram um total de 132 mensagens em 60 assuntos

Temos 116 usuários registrados

O último usuário registrado atende pelo nome de Adelson

Conectar-se

Esqueci minha senha


    A Médium de En-Dor - 1 Samuel 28

    Compartilhe
    avatar
    Professor
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 51
    Pontos : 140
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 31/03/2011
    Idade : 40
    Localização : São Paulo

    A Médium de En-Dor - 1 Samuel 28

    Mensagem  Professor em Sex 1 Abr - 2:37

    Samuel apareceu ou não apareceu?

    presbitero
    Taifeiro 2ª Classe
    Taifeiro 2ª Classe

    Mensagens : 1
    Pontos : 1
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 15/03/2013
    Idade : 42
    Localização : MT

    Re: A Médium de En-Dor - 1 Samuel 28

    Mensagem  presbitero em Sex 15 Mar - 1:14

    Professor escreveu:Samuel apareceu ou não apareceu?

    GRAÇA E PAZ.
    Primeiramente me sinto feliz em postar a minha primeira opinião neste forum.

    Realmente esta questão é muito polemica.,Mas vou dar a minha opinião.
    certa feita ouvi uma palestra de um rabino messiânico que afirmou que a bíblia condena a prática de se invocar os mortos, mas não diz que isso não seria possível. Alguns citam a história ou parábola do rico e lázaro para tentar provar que os mortos não voltam, mas posso citar a aparição de moisés e Elias no monte da transfiguração para provar que os mortos voltam, e ai como fica a questão?. Entrei em ferrenha discussão com um amigo meu sobre a questão e cheguei a seguinte conclusão: A Bíblia é a Palavra de Deus inerrante e infalível, Pelo que foi escrito pelo autor do livro de Samuel eu suponho que ele acreditava que os mortos voltam, pois se não fosse assim ele teria escrito: UM DEMÔNIO IMITANDO A SAMUEL SUBIU, mas não foi isto que ele escreveu, ele disse que a mulher vendo á Samuel levou um susto. Nenhum tradutor até o momento se arriscou em colocar `` UM DEMÔNIO SUBIU IMITANDO A SAMUEL´´ por que será?
    Não defendo a prática espirita de se invocar os mortos, mas creio que aqui Deus permitiu a Samuel subir. Se não for assim temos que aceitar que as Escrituras não são inerrantes, ou seja, elas contém erros, pois o escritor disse que a feiticeira viu a Samuel e não um demônio.
    1Sm 28:16 Disse Samuel: "Por que você me chamou, já que o Senhor se afastou de você e se tornou seu inimigo?

    O que mais me incomoda é o fato do escritor dizer: ``DISSE SAMUEL´´, se o que o escritor está afirmando aqui não é verdade, como então eu posso aceitar que a Bíblia é infalível e inerrante? Na concepção aceita por alguns ultraconservadores, não foi Samuel quem apareceu mas sim um demônio disfarçado de Samuel. Neste caso temos que aceitar que o Escritor quando escreveu este relato não estava inspirado pelo Espirito Santo, pois se tivesse teria escrito, `` E DISSE O DEMÔNIO ´´. E se o escritor não estava inspirado pelo Espirito Santo, posso concluir que o que Paulo escreveu também é uma mentira, pois ele disse que TODA A ESCRITURA É INSPIRADA. E ai, vamos mudar o que a Bíblia diz em I Sm 28.16 ? E Colocar ``E DISSE O DEMÔNIO `` no lugar de ``E DISSE SAMUEL´´ e comprometermos toda a Escritura? Ou acreditarmos que aqui foi uma manifestação da vontade ``Permissiva´´ de Deus, não diretiva é claro, Pois a vontade diretiva jamais concordará que os mortos sejam invocados. Eu particularmente prefiro aceitar o que a Bíblia diz: ``E DISSE SAMUEL´´( I Sam 28.16).

    Vejam só o que diz o NOVO COMENTÁRIO DA BÍBLIA-

    Aceitando a narrativa em seu sentido natural, ela certamente indica uma real aparição de Samuel. O significado claro só é negado porque muitos se recusam a acreditar na possibilidade de alguém aparecer vindo da região da morte, enquanto que outros se recusam a acreditar que Deus permitisse que uma mulher pudesse invocar a presença de um de Seus santos. Deus, entretanto, enviou Samuel para confundir a necromante e para pronunciar a sentença contra Saul, que por tanto tempo se havia mostrado empedernido em vista das advertências do profeta. A assembléia judaica sempre acreditou que Samuel realmente apareceu naquela ocasião, como também era essa a opinião dos primitivos cristãos, como Justino Mártir, Orígenes e Agostinho. Mas, por outro lado, Tertuliano, Jerônimo, Lutero e Calvino acreditavam que um demônio houvesse aparecido em forma de pessoa, fingindo-se de Samuel. Com nosso presente conhecimento dos fenômenos psíquicos, é um excesso de ceticismo negar que os mortos possam, em casos excepcionais, aparecer aos vivos.

      Data/hora atual: Seg 20 Nov - 21:29